sábado, 24 de outubro de 2009

London is London

É oficial.

Vou deixar Londres. Após quase seis anos na ilha, é hora de mudar. Não foi uma decisão difícil. Promoção, aumento, estar mais próximo de casa, da minha princesa, agora afilhada, uma cidade onde já vivi e onde finalmente me encontro com a cara-metade-mais-que-tudo, não dá muito que pensar.

Em Novembro começo oficialmente a minha nova vida em Madrid, se bem que durante uns meses viverei como um nómada a saltar entre Londres e Madrid porque ninguém se consegue mudar numa semana.

No entanto, e ainda estando em Londres, já sinto saudades desta imensa metrópole. Só aqui consigo encontrar um concerto de alto nível todos os dias, posso dizer que quero ir à ópera e tenho uma produção excelente sempre disponível, o meu Barbican de estimação onde tantas vezes ouvi Bach e outros sob a maestria de Sir John Eliot Gardiner, os meus musicais e os brunch de Domingo.

Os mercados de rua ou as lojas de Mayfair, gente e mais gente e mais gente como se a cidade vivesse numa contínua noite de S. João.

Os museus e os palácios, as grandes igrejas com concertos ao meio dia por coros que só existem no país que tem os melhores coros do mundo. As exposições e a arte de rua.

As manhãs cinzentas ou as tardes de sol nos imensos parques. Caminhar pelo Regent’s Canal, subir a Primrose Hill e abarcar a imensa cidade no silêncio.

Os amigos que cá estavam e os que fiz entretanto. O pub à saída do trabalho, a confusão da rush hour e a vida da city onde milhares de pessoas, como eu, caminham apressadas, agasalhando as mãos num café.

Acima de tudo os meus meninos, os que estão e os que brilham lá em cima. Os meus meninos que verei amanhã pela última vez. Os meus meninos, os olhos vivaços de quem acredita que tem uma vida pela frente. Quero acreditar que sim.

E o John, falei dele um dia aqui, que morreu no dia de todos os santos, faz este ano dois anos, e o meu menino da Nigéria, o menino que, faz em Dezembro um ano, se despediu do mundo olhando-me nos olhos. Os olhos que ainda hoje vejo.

Isto é Londres para mim. A cidade que me transformou, fez-me adulto, calmo, a cidade que me enterrou os fantasmas e me deu uma nova alegria de viver, não a loucura da adolescência mas uma alegria serena, interior, um crescimento imenso, me fez mais humano.

Londres é Londres e será sempre uma parte de mim.


11 comentários:

Claudia disse...

Do melhor! Ainda bem! Deves estar bem feliz...! London will be always London!

Lua disse...

Estou muito feliz por ti mas, egoistamente, gostava que ficasses mais um bocadinho para que me pudesse despedir de ti :( Também eu vou deixar Londres em Dezembro! Contudo, como vou de férias no dia 30 de Novembro e volto no dia 12, parece-me que já não nos vamos ver :(

Muito boa sorte com tudo, tudo! Que sejas muito feliz :)

E Londres continua a ser Londres, para ti e também para mim.

geocrusoe disse...

Pelos vistos julgo que o balanço da mudança é positivo. Madrid, como cidade que conheces bem, terá outros pontos positivos que neste momento os sentimentos de perda dos de Londres te parecem menores.
Talvez o sistema latino não te permita uma proximidade tão forte dos meninos doentes na pensínsula, mas se sim, estão certamente à tua espera em Madrid.
Apesar da minha cidade cultural preferida ter sido Berlin, reconheço que Londres é também um império na cultura.
Por isso BOA SORTE em Madrid, tudo de bom para ti.

Wask disse...

parece que os bons estao todos a deixar Londres!!! Desejo-te muitissima sorte na capital de nuestros hermanos, mas sei que vais estar muitissimo bem acompanhado a partir de agora!!! A gente ve-se por uma calle qualquer um dia destes!!!!

Grande abraço

Ck in UK disse...

Nao me abandones!!!!!!!

(ja sabes que a tua suite ta pronta a partir de dezembro....)

Cromossoma X disse...

ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh :(

pinguim disse...

Londres é uma das únicas cidades que conheço, onde concebo que poderia viver...
Mas Madrid também o é, e tem a grande vantagem de ficar aqui ao lado...
Que seja uma mudança gratificante para ti, e não só no campo profissional.
Abraço.

Afrika disse...

Todos partimos um dia... o único que se pede que que pelo menos tenhamos vivido!

Um beijo enorme, do tamanho do mundo. Espero que sejas muito feliz!

ROSÉ disse...

A vida é feita de mudanças, já estava na hora de te juntares a alguem, que certamente não te vai deixar sentir saudades de Londres.Que encontres finalmente a paz de espirito que procuras, muito amor, humildade, e muita saúde.Beijo da FIFI

Pitucha disse...

Boa mudança.

Argonauta disse...

Londres será sempre Londres. E não vai fugir. Aproveita Madrid, sei que te sentes bem por lá também. Parabéns! Desejo-te a melhor sorte do mundo!